O plano de negócios é uma ferramenta que será de grande ajuda para a sua empresa, principalmente no mercado incerto e globalizado que vivemos. Ele pode ser usado tanto para quem está abrindo um negócio, quanto para quem deseja ter mais controle, planejamento e ampliar o empreendimento. O plano de negócios te auxiliará a estabelecer objetivos e imaginar a sua empresa daqui a vários anos, diminuindo incertezas e riscos que podem ser cometidos por falta de pesquisa e análise.

Colocando a mão na massa: a construção do plano de negócio

Um plano de negócios não é composto apenas por ideias soltas ou anotações, ele requer muita pesquisa e estudo para ser formulado. Se está fazendo um plano de negócio para um novo projeto, confira antes o nosso artigo sobre a importância de testar e validar novas ideias.

Sumário Executivo

O Sumário Executivo é um resumo escrito, com uma pequena e objetiva descrição da empresa: explique o que é o seu negócio, quais são os diferenciais competitivos, a missão, o público-alvo, a localização, o investimento total, os indicadores financeiros, a forma jurídica e o enquadramento tributário. De acordo com o SEBRAE, deve ter no máximo três páginas e, na realidade, pode ser escrito quando for finalizado o plano de negócio.

  • Análise de mercado

Um bom plano de negócio precisa começar com uma análise de mercado. Naturalmente, será dividida em análise da concorrência e dos clientes. Para te ajudar nessa fase, alguns artigos nossos podem ser úteis: 

Como definir o meu mercado?

Ser assertivo na hora de vender é muito importante – você reduzirá custos e aumentará vendas se estiver comunicando para o público certo. O seu mercado é um conjunto de todos os consumidores potenciais que compartilham de uma necessidade ou desejo específicos, dispostos a adquirir o seu produto (ou similar) para satisfazer tal desejo. É preciso identificar quem são os maiores interessados no seu produto. Se quiser se aprofundar mais sobre o tema, confira o nosso artigo

Como fazer uma pesquisa de mercado?

A pesquisa de mercado é um estudo aprofundado para que a sua empresa possa fazer estratégias assertivas, padronizar processos, melhorar pontos fracos… efim. Conhecer cada detalhe do seu negócio. As etapas consistem em: conhecer o perfil do seu cliente; conhecer os fornecedores; pesquisar as tendências do mercado; e pontos fracos, fortes, oportunidades e ameaças para a sua empresa. Saiba mais sobre Pesquisa de mercado em nosso artigo.

Entenda mais sobre os novos hábitos e tendências de mercado pós-pandemia 

As tendências do mercado pós-pandemia são diferentes do que a gente já conhece. Por isso, é importante fazer uma pesquisa voltada para o mercado do “novo normal”. Mais tecnologia, preocupação com a higiene e a saúde, necessidade de proximidade digital com o consumidor… São muitos tópicos. Nós falamos profundamente sobre cada um no nosso artigo sobre os novos hábitos pós-pandemia

  • Faça um Plano de Marketing

O consumidor deve ser o foco da sua estratégia. Com o isolamento social, durante a pandemia da Covid-19, a publicidade precisou ser adaptada e ganhou ainda mais força no meio digital. Dessa forma, o público está em comunicação instantânea com as mais variadas empresas que investem estrategicamente nas redes sociais digitais, site e plataformas fortemente habitadas por gente. A humanização da sua marca passa pelo plano de Marketing, e é vital para que você também entenda como alcançar seus clientes com eficiência. Lembre-se: inovar é a palavra-chave!

O Plano de Marketing precisa ser feito com uma boa análise do ambiente, dos concorrentes e do público. É um processo que demanda dedicação, e para entender o passo a passo, confira aqui o nosso artigo.

  • Faça um Plano Financeiro


Nessa etapa, você definirá todos os custos: o quanto deve investir, os custos iniciais fixos e relativos, possíveis despesas e receitas, lucros, capital de giro, fluxo de caixa, salários de funcionários, etc. Tudo precisa ser anotado para que você mantenha um controle coeso do departamento financeiro da sua empresa. 

Identifique detalhadamente os custos pré-operacionais, como aluguel de escritório, compra de ferramentas, etc. Liste os equipamentos adquiridos e os custos fixos: gasolina, energia, água… Pense se os itens podem ser alugados, terceirizados ou comprados e qual é a melhor opção para o seu caso. Com o controle, você evita desperdícios e reduz custos.

  • Análise de cenários, estratégias e operações

Com base nas informações recolhidas, é hora de estabelecer as suas estratégias e operações. Analise os cenários que você tem: quais são os riscos? Quais são as variáveis? Quais são os valores de lucro e custo possivelmente obtidos ao fim do ano?  Se possível, descreva-os nomeando cada um – Cenário A: redução de lucros, Cenário B: retomada do trabalho presencial, etc. 

A análise de cenários auxilia o empreendedor a prever situações que podem afetar os resultados da empresa.

Com base nos cenários possíveis, quais estratégias deverão ser implementadas? 

Faça um plano de acordo com cada hipótese. Simule situações: por exemplo, se a vacina para a COVID-19 sair em 3 meses, é necessário preparar-se para a estabilização das vendas, mas se não sair, como você procederá diante dos números obtidos?

Para o plano operacional, faça estimativas dos custos e medidas que você precisará ter e tomar no caso de seguir cada uma das estratégias formuladas. Liste os equipamentos necessários, projete os custos, planeje e, como falamos anteriormente, teste as ideias. 

O plano de negócio tornará os seus projetos mais seguros, concretizáveis e otimizados. Com base nas informações obtidas, você construirá estratégias com mais clareza. Se quiser saber mais sobre qual é a estratégia ideal para o seu negócio, confira o nosso e-book.

REPAGINE O SEU NEGÓCIO COM A ESTRATÉGIA IDEAL

Você pode também contar com os nossos serviços de consultoria especializada! Fale com um de nossos consultores e vamos criar juntos o seu plano de negócios!